Teresa de Calcutá, “dom inestimável para o mundo”, afirma Papa Mensagem de Bento XVI pelo centenário do nascimento da Madre Teresa


CIDADE DO VATICANO, quinta-feira, 26 de agosto de 2010 (ZENIT.org) - A Madre Teresa, "modelo exemplar das virtudes cristãs", foi em vida um "dom inestimável" para o mundo e continua sendo "por meio do amoroso e incansável trabalho de suas filhas espirituais".
Assim afirma o Papa Bento XVI, em uma mensagem enviada a Sor Mary Prema, superiora das Missionárias da Caridade, a congregação fundada pela Madre Teresa, por ocasião do centenário do nascimento da religiosa, que é comemorado hoje no mundo inteiro.
Na mensagem, divulgada hoje pela Rádio Vaticano, o Papa convida as filhas espirituais da Madre Teresa a seguirem seu exemplo.
"Respondendo com confiança ao chamado direto do Senhor - diz o Papa -, a Madre Teresa exemplificou diante do mundo as palavras de São João: ‘Caríssimos, se Deus nos amou assim, também nós devemos amar uns aos outros. Se nos amarmos uns aos outros, Deus está em nós e o seu amor é perfeito em nós' (1 Jo 4, 11-12)."
"Possa este amor continuar a inspirar-vos como Missionárias da Caridade e a doar-vos generosamente a Jesus, que vedes e servis nos pobres, nos doentes, nas pessoas sós e abandonadas."
O Papa conclui exortando as missionárias a "recorrer constantemente à espiritualidade e ao exemplo da Madre Teresa e, seguindo seus passos, a acolher o convite de Jesus: ‘Vinde, sede a minha luz'".
Segundo informa a agência Asianews, a mensagem foi lida hoje de manhã pelo arcebispo de Calcutá, Dom Lukas Sirkar, durante a Missa presidida pelo cardeal Thelesphore Toppo, arcebispo de Ranchi, na casa central das Missionárias da Caridade.
Cerca de mil pessoas participaram da Missa, celebrada na casa onde repousam os restos da Madre Teresa, informa também a agência UCAN.
Antes de começar a cerimônia, houve um simples ato de homenagem, durante o qual as irmãs Nirmala e Mary Prema, primeira e segunda sucessoras da Madre Teresa, respectivamente, soltaram uma pomba branca e alguns balões.
O cardeal Toppo, por sua vez, acendeu uma vela e a colocou junto ao túmulo. "Neste centenário, devemos escutar a mensagem da Madre Teresa, de que fomos criados para coisas maiores, para amar e ser amados", afirmou.
A Missa foi celebrada pelo purpurado e concelebrada por Dom Sirkar, pelo arcebispo emérito de Calcutá, Dom Henry D'Souza, pelo bispo de Baruipur, Dom Salvadore Lobo, e pelo postulador da causa da Madre Teresa, Brian Kolodiejchuk

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Padre recebe testemunhas de jeová na casa paroquial e aplica-lhes xeque-mate bíblico

CNBB surpreende e pede que bispos escolham um exorcista para cada diocese