Noticia do "fantástico" mundo novo: Casal cria site para internautas decidirem se mulher deve abortar bebê

Pete e Alisga Arnold, ambos de 30 anos, criaram o site www.birthornot.com porque não têm certeza se querem ser pais. Nele, os internautas podem votar contra ou a favor do nascimento do bebê.
O casal atualiza periodicamente o site com imagens digitalizadas do feto, que é um menino perfeitamente saudável.
Segundo o Daily Mail, o assunto é tão provocativo que alguns estão questionando se o site foi criado propositalmente para perturbar antiabortistas ou se realmente é real. No entanto, o casal nega veementemente o título de tumultuadores.
Alisha, que agora tem 17 semanas de gestação explica que os votos são válidos até o dia 7 de dezembro – apenas 2 dias antes da data limite que o estado determinou para a realização do aborto, considerado legal.
Pete e Alisha estão casados há nove anos e sofreram dois abortos espontâneos nos últimos dez meses – o primeiro com 16 semana e o segundo com 5 semanas.
Entretanto, apesar de ficar grávida pela terceira vez, o casal disse que não tem certeza se devem continuar com a gestação.
Agora, quase dez anos depois de nosso casamento, a perspectiva de estarmos com 50 anos quando o garoto estiver se graduando é um pouco irritante“, declarou Pete em seu blog
Sobre a decisão de colocar a vida do futuro filho na mão de desconhecidos, Alisha justifica: “O voto é parte integrante da identidade americana. Votamos em tudo, desde a melhor cantora do American Idol até o próximo líder da nação. Não é bom dar sua opinião e realmente fazer a diferença no mundo real? Por que não votar se quer continuar ou interromper uma gravidez real?
Para Eric Scheidler, diretor-executivo da liga em prol da vida, de Chicago, tudo é muito assustador: “Estou horrorizado com a profundidade a que têm afundado a sua incapacidade de compreender a dignidade e o valor da vida humana. Eu não entendo como alguém pode ser tão frio e calculista e irreverente sobre o destino de seus filhos nascituros. Ver as imagens do bebê que se desenvolve apenas piora as coisas.

O que eles vão dizer para a criança se ela nascer? Como podem os pais viverem felizes ao entregar o destino do bebê a absolutos estranhos?
Para você ter uma ideia de como anda a opinião pública na votação, os últimos resultados apontam que 46,27% são a favor do nascimento do bebê, enquanto 53,73% querem que o casal faça o aborto

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Padre recebe testemunhas de jeová na casa paroquial e aplica-lhes xeque-mate bíblico